sábado, 31 de maio de 2008

Diga lá, meu coração...

Eu ouço as músicas mais bonitas, e elas estão tocando só pra mim, só pra mim.
Eu sinto amor, sinto, sinto, até doer, e essa dor não me faz mal.
Sinto teu amor bem longe, e não me sinto triste por isso.
Eu tenho amor, podia não ter amor nenhum.
Eu caminho leve com os pés no horizonte (a linha do horizonte me distrai...), eu caminho leve sem pés no chão.
Pois eu não dou passo nenhum, hoje eu posso só ficar quietinha observando as nuvens e os bichinhos que procuram abrigo nos buracos e fendas por trás dos corações que tem muros.
Quem tem pressa é o tempo, é a vida, eu não tenho pressa nenhuma.
Eu tenho toda a eternidade, eu posso ter, só preciso de amor para isso, nada mais.
Todo tempo é muito pouco, se eu posso simplesmente pensar.
Se eu posso ir pra dentro de mim, se eu posso mergulhar nesse abismo escondido e nem querer voltar.
Não me tire essa liberdade, não me tire o que faz bem, não me acorde, porque embora pareça eu não estou dormindo, eu estou aqui, só estou longe de você, tão longe que você pensa que meus olhos se fecharam, mas eles estão te olhando o tempo todo.

12 comentários:

Daniel disse...

Caaaraaca, ficou massa esse texto aí, essa ome escreve demais ome,sudhusahd
mas sério mesmo, namoral, bem q se parece comigo mesmo...
qnd tiver mais aew me avisa ja é?!
abraço...
=*

Rômulo disse...

Sua escrita é bastante envolvente, gostei muito da última frase. Adoro encontrar fechamentos dicotômicos que me fazem imaginar.
Obrigado pelo comentário no meu texto e que bom que gostou!
Gostei daqui, voltarei!
(Caramba, esqueci de colocar meu link no tópico das notas)
Até mais!

Glaucia disse...

Adorei, que fique submersa em seu mundo o tempo que for necessário. O importante é não domir apenas.

Belo texto

Beijokas

Lanterna Verde disse...

bem legal seu texto...
gostei da forma que vc usa pra se expressar

http://asseteartes.blogspot.com/

vlw

Shalders, Pedro. disse...

denso emaranhado de imagens sombrias.
não é uma leitura leve e sim um verdadeiro corte transversal na alma de um ser humano.

Strider disse...

Ao ler me deu saudade do meu amor, que está em outro Estado. Mal posso esperar para ir vê-la.

Abç

estrondo disse...

Belo texto...Parabéns pelo blog
http://estrondo.wordpress.com/

Cisco disse...

Massa o texto... é bem reflexivo... mas por problemas pessoais e sentimentais, prefiro nao comentar o texto... problemas dificeis...


Parabéns pelo Blog
Abraços
Cisco
http://borarir.blogspot.com/

Philipe disse...

Parabens pelo post
poema e tudo tbm posto alguns em meu blog
passa la
philipecardoso.com

o futuro da humanidade se da em palavras

Vçlw

'Ewertoon disse...

Muuuuito bom o texto.
Realmente, na maior parte das vezes nos esquecemos de viver a vida, e seguimos feito insetos, caminhando e levando o pão de cada dia. Sempre apressados, sem olhar para os lados, sem conhecer a pessoa que vive ao nosso lado a vida toda.
E quando nos damos conta, a vida já se foi. Passou, simplismente, e nós passamos feito fantasmas, sem atos e glórias, apenas vítimas do apressado tempo.

Boom blog!
http://peidaesaipoeira.blogspot.com

Daniel Medeiros disse...

Me delicio com seus textos. Tão apreciáveis quanto um bom vinho.

vaηio disse...

parece uma letra de música ^^

ta escrevendo perfeitamente bem, isso me tira sorrisos.

=)