terça-feira, 8 de julho de 2008

Cabeça elétrica, coração acústico.

"Guarde um sonho bom pra mim..."

Desculpa estar aqui sentado na sua cama e estar sussurrando essas coisas no seu ouvido.
Como se sente de olhos abertos? Será mesmo que você está acordado? Ora, tente mexer o seu braço ou simplesmente virar o seu rosto. É impossível, não é? Mas fique calmo, nada aconteceu com você, o seu corpo só está descansando, agora você só pode me ouvir e piscar os olhos.
A vida tem lhe pregado peças e isso é pra que você aprenda. Não xingue tanto Deus por não ter tudo o que quer na vida, agradeça à ele pelo simples fato de estar vivo e movimentar os braços. Um carro poderia cair em cima de você agora... Ou melhor, observe o teto, imagine o concreto rachando, você vendo tudo, querendo gritar, correr e a única coisa que você pode fazer é observar. Seria torturante, não? Pense, você teria poucos segundos pra reagir sem poder reagir... Seus gritos seriam internos, nada brotaria do seu corpo a não ser as lágrimas que escorreriam dos seus olhos... Você só pensaria em uma coisa: pedir ajuda a quem um dia tanto xingou.
Existem fatos nas nossas vidas que são inevitáveis, reclamar das atitudes alheias é fraquejar e não observar o tanto que poderia ser feito se não fossem tantas críticas.
Acredite nas palavras de seus amigos, talvez eles pudessem levantar o seu braço por você.
A vida nunca tomará um ponto final, o máximo que ela ganha é uma vírgula... E essa vírgula você só irá conhecer quando sentir o amor frio que o seio da terra guarda.
Jogue suas facas no peito de quem bem entender, mas antes de qualquer coisa, finque três facas no seu peito a cada vez que lembrar que cometeu o mesmo erro da pessoa que virá a receber suas facadas.

- Agora vamos!
Anda! Não olha pra trás, não. Não diga mais nada.
Só sinta o cano frio na sua nuca, e veja sua vida passando diante dos seus olhos.
Sinta o amor num único flash.
Me mostre os sonhos não realizados.
Se arrependa do que fez, e não fez.
Já mandei andar, porra!
O penhasco é logo ali, e meu dedo está dormente.
Veja o pôr-do-sol... Quantas vezes você o ignorou?
Quantos beijos nos seus amigos você deixou de dar?
Cuidado! Não quero que você se machuque, pelo menos não ainda, não antes da hora.
Pode parar aí mesmo, e olhe para o mar lá embaixo.
E sinta o cano da minha arma.
Ninguém sobreviveria a uma queda dessas, certo?
E ninguém sobreviveria a um tiro na nuca, não é?
Um motivo.
Só um motivo pra eu não te matar.
Sem choro, nem baba, nem mijar na calça vai me comover.
E você só tem uma chance, amigo. Quem sou eu?
Pergunte pra sua consciência.

É complicado... Eu volto outras vezes que precisar... Desculpe ter rachado teu teto. Quando ele cair sobre o seu corpo já vai poder movimentar os braços, não terá tempo pra correr! A dor será intensa e lenta, torturante... Quem reclama demais da vida conhece suas vírgulas muito mais cedo. Eu espero que goste de curtir o doloroso amor do seio da terra... Enquanto podia mexer os seus braços, você só desdenhou da vida. Desculpe por amassar o lençol.

Às vezes, lavando as mãos sujamos a consciência.

11 comentários:

infox comp disse...

Caramba! Bom o post hein!!!

Parabéns!!!



depois visita lá


http://infoxcomp.blogspot.com

Vlw

Grupo Saber Viver disse...

muito legal seu blog!
http://gruposaberviver.blogspot.com/

Jordana disse...

Nossa, lindo post!
Recebi uma carta há muito tempo que tinha exatamente essa frase" guarde um sonho bom para mim...'
Uhm... enfim!
hehe
Parabens!!

Beijos

Flávio Forini disse...

bacana o texto, a proposta do blog também é bem interessante... minha única sugestão é você deixar um espaço entre os parágrafos, assim fica visualmente melhor e menos cansativo também...

Grilo Pensante disse...

Nossa....
Agoniante...
meu Deus...
fiquei agoniado demais com o texto...e acredito ser essa mesma a intenção...
muito bom o texto realm,ente...
gosto de textos críticos...os meus são sempre assim...e sou criticado por transparecer mjuita tristeza...normals...

da uma olhadinha neles:


http://felipepensador.blogspot.com/


abraços

Jhony disse...

Muito dahora o TEXTO!
Parabéns!

\o/

Goooostei.


http://jhonyfreitas.wordpress.com

Reporter x disse...

Tocante, a principio eu tava com preguiça de ler, mas quando vi... já estava terminando de ler!
muito bom, voce tem talento pah isso cara!

passa lá no Açaí com Limão!
www.gafescia.blogspot.com

Luiz Guilherme Araújo disse...

Nossa... belo post, adorei!


Comenta lá??
http://desafiandoagravidade.blogspot.com/

mundo a fora disse...

bom mesmo sua postagem

adorei

sucesso!

Rômulo disse...

Gostei muito da mudança de ritmo entre as três partes; e principalmente da parte do amor frio que o seio da terra guarda, muito bonita essa frase.
Em geral, tudo fica bem quando encontramos algo para colocar a culpa, ou pelo menos aparentemente.
Beijos.

Chris disse...

Nossa, que agonia...

Só tenho uma coisa a dizer: parabéns!!! Continue desenvolvendo esse talento!

bjs!

http://series-etc.blogspot.com/