terça-feira, 19 de agosto de 2008

Quero te abraçar bem forte e roubar sua dor.

A vida não passa de uma estrada que devemos todos seguir, uma estrada esburacada e com pedras nas quais nós tropeçamos e caímos.

Não existem livros que te ensinem a viver, são as quedas que te ensinam a levantar.

Têm momentos da vida em que temos medo, medo do que nos reserva a próxima curva, medo da próxima queda. Pensamos nós que não suportaremos outras, mas lá estamos, levantando, erguendo a cabeça e caminhando de novo.

Na vida existem pessoas que estão ali pra te ajudar a achar o caminho, pra te dar apoio quando você se levanta e pra cuidar dos seus arranhões, essas pessoas são aquelas que deixam suas próprias estradas, seus próprios caminhos, para te acompanhar nos seus, são as pessoas que realmente te amam.

Na vida há momentos em que a tristeza nos domina e lágrimas vêm aos nossos olhos e pensamos em parar... Parar de sofrer, parar de cair, mas aí nos lembramos das pessoas que estão lá nos esperando... Das pessoas que estão do nosso lado e que nos dão a mão para nos levantar; das pessoas que choram conosco e que nos fazem rir, e por elas decidimos voltar a caminhar.

Na vida tem momentos em que você precisa ser forte, estufar o peito e ter coragem mesmo em frente ao maior dos desafios, isso não significa que você não deve ter medo, a coragem não é a ausência do medo e sim a certeza de que existe algo mais importante do que ele, o amor... O amor... Por ele você deve estufar o peito e dizer "que venham", que venham outros buracos, que venham outras quedas, eu vou chegar ao fim, eu já me levantei uma vez e posso fazer de novo, e são nesses momentos que realmente vivemos...

Às vezes, se deve esquecer a razão, esquecer o medo, e simplesmente deixar acontecer, deixar que o vento te carregue e te mostre o caminho...

Mas como eu disse, a vida não passa de uma estrada, e como todas as estradas ela tem um fim...

Aqueles que ficam pra trás sentem falta das pessoas que já completaram o percurso, sentem falta de quando elas a ajudavam a levantar, sentem falta de tê-las ao lado e ter sempre a certeza de que não estava sozinha...

Mas para aqueles que chegaram ao fim, é como se estivessem chegado em um belo vale, com árvores verdes e água cristalina onde podiam finalmente sentar e descansar... Não mais cair... Não mais sofrer...

Quanto a nós que ficamos, nos resta continuar caminhando... E ver o que nos reserva a próxima curva.

___________________________________________________

Toda vida humana tem começo, meio e fim... E a pior parte é quando trancam e jogam terra em cima de alguém que até ontem existia.

Ei Você,

Um dia que estávamos juntas eu te falei a última frase de um filme, que era mais ou menos assim: "Depois que secam as perdas, renovam-se os milharais". Lembra? Um dia você vai olhar as fotografias, sem lamentar, e vai lembrar de todos os momentos bons com um sorriso estampado no rosto, e, então, tudo em volta terá se renovado.

Na dúvida, não hesite em me procurar! Estou aqui só esperando você me chamar.


*Dedicado a alguém que sabe das letras, do sentimento e da solidão.

15 comentários:

Luiz Carlos disse...

Muito bom^^
Adorei, vc escreve muito bem...de verdade!!

Abraço

Du Santana disse...

"Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos" gostei dessa frase!

E o melhor remédio para a vida é não tomar remédio nenhum! ^^

Márcio Daniel Ramos disse...

"são as quedas que te ensinam a levantar"

muito bonito, motivante.
parabéns pelo texto.

calango azedo disse...

cara seus textos sao otimos
se for jornalista tera um futro e tanto com suas criatividade em textos
o que faz um bom jornalista

LiLith disse...

Adoreii!
Vc escreve pacas!
Essa parte eh a minha preferida..
'Na vida existem pessoas que estão ali pra te ajudar a achar o caminho, pra te dar apoio quando você se levanta e pra cuidar dos seus arranhões, essas pessoas são aquelas que deixam suas próprias estradas, seus próprios caminhos, para te acompanhar nos seus, são as pessoas que realmente te amam'
Pq tenho passado por um momento muito legal com uma amigoona!

;*

visita meu blog, viiu?!

•Mogui• disse...

adoreeeei mew
óóótimo texto!!
combina comigo sabe..tem razão ás vezes ah vida é assim mesmo...
beijão!

Eurotica. disse...

adorei seu blog linda e concordo plenamente com a mensagem do texto. Além do fato de você escrever muiiiito bem e o layout do blog ser lindo *_*
tá de parabéns:D

Sammyra Santana disse...

eita, esse teu post fez lágrimas teimosas saírem dos meus olhos, de par em par...
aiai...

Thiago De Sousa disse...

O fim do caminho seria a morte, agua cristalinas, o paraiso?

Entao o sentido da vida é caminhar, caminhar, cair, cair?

Claro q depois q caimos lavantamos e qnd levantamos é uma vitoria, uma alegria e é isso q temos q buscar, com pensamentos positivos.

ate mais

Grupo Saber Viver disse...

Como sempre belos posts, e eu gostaria de tambem avisar que o grupo GSV ( Grupo Saber Viver ) voltou a atualizar o blog que agora esta de cara nova, aviso especial para pessoas especiais. Abraços do grupo GSV

Rômulo disse...

É, acho que é por aí mesmo, sempre se levantando. Rocky Balboa way of life hehehe.
Se existissem, e talvez existam, esses abraços que roubam a dor; bem, eu certamente precisaria de um.
Ficou ótimo, como sempre, beijos!

Rômulo disse...

Silêncio atualizado. Beijos.

Eurotica. disse...

esse texto agora veio num momento certo, valeu meo, muito bem escrito
meus parabéns.

obrigada pela visita lá no meu blog:) ele foi rencentemente atualizado


www.cinta-a-liga.blogspot.com

E é atualizado de Segunda à Quinta:) Espero por sua opnião:) Beijos

Conde Vlad Tepish disse...

Bravo, belíssimo texto e de qualidade ímpar como sempre... Pode levar minhas dores à vontade que eu deixo e Asclépio, Deus da Medicina também deixa, em relação à vida ser uma estrada esburacada concordo e até já reclamei com o Deus Hermes, Deus das Estradas e dos Ladrões, mas ele estava muito ocupado viajando como sempre e agora morando em Brasília definitivamente e não me atendeu... Mas deixando Tália, a Deusa da Comédia um pouco de lado, adorei seu texto, aliás, todos eles são espetaculares e espero vê-los publicados algum dia!
Beijos do conde e que Euterpe e Calíope continuem te inspirando sempre! Voei! Por Tutatis!

Rômulo disse...

"É o amor que ninguém mais vê". Acho que é bem isso. Nem ninguém nem a pessoa que mais importaria.

Valeu pelo comentário, beijos.