domingo, 17 de janeiro de 2010

Foco.


Os cachos das ondas. As pétalas vermelhas deitadas sobre o asfalto. A breve faixa de cor entre o dia e a noite. O espreguiçar do gato. O coração encantador dos elefantes. A luz de outono. Um certo jeito de sorrir. A harmonia espontânea das mechas caídas sobre os ombros. Um olho que vê é como uma boca que engole alimento para a alma. Para que não morra o deus de dentro. Deixar-se encantar é fonte inesgotável de aroma. A beleza é a riqueza acessível. Está lá. Aqui. Ao lado. Pronta para ser possuída por qualquer um que se interesse. Simples. Apenas foco. Guirlandas tecidas de flor em flor para que o deus de dentro se alegre (e eu fico suave e serena só de ouvir sua risada).

2 comentários:

Dayane disse...

Yasha que LINDO.
Menina das palavras mais encantadoras, beijos e boa Semana.

devaneadora disse...

Lindo texto =D
E amei o comentário no meu blog, sempre bom lindas palavras.
Obrigada pelo carinho!