sábado, 29 de janeiro de 2011

Última poesia.

Vou enganar a morte
Fazer da dor meu forte
Porque Clarice disse:
"A dor é a vida exacerbada"

Vou enganar a morte
Escrevendo uma poesia com o título última
E assim viver eternamente.


Dois anos e dois meses, vó.
E o coração ainda aperta.

Nenhum comentário: